Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Acontecimento Raro

Apaguei uma estrela no céu
Com um pedido secreto
Não era o intuito, confesso,
Mas, simplesmente, aconteceu...

Não entendo bem a relação
Entre as estrelas e os tais pedidos secretos
Fui ensinado de geração a geração
Que aquele primeiro brilho noturno
Deve ser desejado algo de bem profundo
Só não aponte o dedo
Porque pode nascer verruga
Mas, ontem mesmo,
Apaguei do céu aquela estrela noturna

Como aconteceu?
Por que aconteceu?
Chego a pensar que,
Ou o pedido meu
foi insatisfatoriamente
Ou a estrela não deu
Conta o suficiente...

De toda forma
Apaguei uma estrela no céu
E agora?
Como é que a noite me retorna
Aquele brilho póstumo
De anos-luz que se foi embora?

Devo aprender
A nunca mais pedir nada as estrelas
Desejos secretos
São, profundamente,
Incertos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário