Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Aviso de Tempestade


Uma nuvem, bem ali,
Está congestionando o tráfego no céu...
Passou-se a meia hora,
E ficou ali parada...
Pássaros,
Aviões,
E alguns outros meninos sonhadores
                                                       (desses que alçam vôo com naturalidade)
Já começam a perde a paciência...
Um cumulonimbus,
Que nessas horas encontra-se devidamente estressado,
Está vindo resolver o problema.
Eu, como não entendo muito desses trânsitos aéreos,
Decido fazer um pequeno relatório passional.
Como sei que todos os problemas do mundo
Vem de alguma falha mecânica
Do fundo de seu coração gasoso...
Imagino que aquela nuvem,
Essa pobre e congestionada nuvem,
Está sofrendo de algum desvio comportamental...
Um amor abandonado,
Uma traição romântica,
Enfim, algo desse nível,
Mas quem sou eu para ajudar ela a seguir com seu caminho?
Deixo-o ela lá,
Parada com teus próprios questionamentos.
Uma hora,
Aquele cumulonimbus chega
E com seus trovões e rajada
E porá ordem na casa!


Nenhum comentário:

Postar um comentário