Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Como surgiu o Fascismo (segundo a lógica cinematográfica)

Fui assistir a um filme com Mussolini,
Alguma coisa do tipo pré-moderna,
E entre uma dose de chá e outra de conversa,
Assustei-me com Hitchcock.
E seu crime de pequeno porte.
Eram tantos e tantos cortes
Que o italiano – ao meu lado – sem bigode
Começava a pensar em alguma coisa fascista ao norte.

Dias depois,
Surgiu Hitler...
Europa e cinema noir
E em pensar
Que tudo isso começou com um simples filme de suspense
Ah se eu soubesse que filmes mudassem tanto assim as mentes,
Convidaria Mussolini para assistir uma comédia
Algo meio Woody Allen, meio Altman,
Talvez Billy Wilder, ou Reitman,
Só para contrastar todo melodrama daquele chá
Que todos bem sabem,
Foi servido sem um propósito de cerimoniar.
Mas se eu soubesse que filmes mudassem tanto assim as mentes,
Ah sim, assistiria comédias
Com qualquer fascista de partido diferente,
Porque ao contrário de um drama ou suspense
Uma comédia se difere não pela risada,
Ou aquela coisa de endorfina liberada,
Mas sim, pelo final feliz
Aquele que termina sempre dizendo
“The End”

Nenhum comentário:

Postar um comentário