Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

A Evolução da Cabeça

Às vezes eu desejo
Que minha cabeça estivesse conectada
A uma máquina de escrever
Para todo a esmo que estiver pela caminhada
Não deixar o pensamento evolar-se
Daí, então, vou supor que me evolua
E que das mãos e pés, só haja cabeça...
Essa, que por tantas vezes se perdeu na lua
Vai dizer que, enfim, achou a certeza...

Posso, talvez com isso, me preocupar
Vez ou outra com o tal do piolho
Porque não sem mão para coçar
Fico a cega no incomodo bobo.
E tem, também, a franja
Que se crescer vai pegar no olho
e soprando-a como uma criança
Vou acabar escrevendo algo tolo
Por isso, devo ser careca.
Uma perfeita cabeça opaca,
Para não fugir de nenhuma ideia
Que se ache incomodada...

É perfeito,
É quase sublime
Uma cabeça pensante sem pescoço e ombro
Que vai além do limite
Conectada a uma tela em branco
Com nenhum pensamento a esmo
Nem caminho inútil
Pena que tudo isso é só um desejo
Algo que me seria bem útil

Nenhum comentário:

Postar um comentário