Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Outono em qualquer lugar

Descobri a eternidade, recentemente,
Olhando esse céu no fim da tarde, indiferente.
Veio-me ao acaso, com duas bagagens
Em seus braços.
De um lado,
A bolsa mais pesada, uma aquarela cheia de tudo o que se pode ver.
Parecendo uma paisagem
De algum paraíso que Deus nos esqueceu de prometer...
Noutro,
Uma sacola cheia de roupa.
Roupa? Para eternidade?
Sim. Roupa para a eternidade.
Ela veio-me com duas bagagens
Fitou-me nos olhos e disse
“boa viagem”. E seguiu seu destino
Sem qualquer outro compromisso...

Foi assim que descobri a eternidade
Outra passageira de viagens,
Penso, agora, nesse fim de tarde
Quando é que vamos nos reencontrar?
Oras, mas que bobagem!
Outono é hoje em qualquer lugar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário