Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Um Soneto Sem Graça

A poesia é feita de um pleonasmo sentimental,
Um odalísco coração errante,
Que refaz em um neófito dor existencial,
De uma néscia paixão cervante...

O poeta, que em supra, é um servo minguado
De uma ingrata e quase inerente tarefa
Suplica a musa dos versos nefastos
O ofício que não mais lhe interessa

Mas ele não pode ceder ao luxo,
De fugir de sua alma,
E da poesia de seu ser,

Um poeta nasceu do fluxo,
De um erro da calma,
Que escreveu você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário