Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Uma vida de dívida


Quando era pequeno,
Eu devia muito a locadora
Era tanto filme para pouco tempo
Que na maior parte
Acabei interpretando só a sinopse...

...

Quando jovem
Devi muito cinema...
Eram tantos cartazes enormes
Que passei a colecionar recibos
Que recebia...

...

Na falta de uma educação física
Ou de umas boas pernas
Passei adolescência na biblioteca
E por lá fiquei em dívida
                                    [só por teimosia mesmo...
Devi tanta poesia
Que até hoje me cobram um soneto...

...

Enfim, cresci...
Ganhei barba, quilos, e uma coleção de amores
Meu Deus...
De todas que eu beijei
Apenas uma ainda preservo doces sabores...
Os amargos, esqueci..
E vivi...
Como vivo até o presente agora
E em toda minha história
A maior de todas as minhas dívidas
Pertencem a Deus, agora,
A Ele devo apenas a minha vida
Nada menos
Nada mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário