Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Autodefesa


De vez em quando,
Essa tua luz irradia-me com tal intensidade
Que suponho-me um corpo nu
Esbranquiçado pelo tempo...
E de tão albina alma,
Tão frágil epiderme,
Eu me curvo...
Sim, eu me curvo diante de você,
Toda vez que essa tua luz pensa em me iluminar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário