Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

A Cruel Condenação

Esqueça essa coisa de que vampiro é um ser condenado
(Quem somos nós para julgar a condenação de um chupador de sangue?)
Somos nós, os próprios condenados,
Nós é que temos a mortalidade,
A finitude da vida, o começo, o meio e o fim...

Nascemos dessa incompletude existencial,
Angustiados, estressados, desesperados...
Sabemos de antemão, antes dos pais, padres,
Escola e televisões, que a vida é curta,
Cumpridamente, curta...
E é uma só...

Quer mais angústia que essa?
Os vampiros são eternos,
Derrubados pela luz do sol, ou por uma religião,
Mas é misticismo,
Os pós-modernos sobrevivem a tudo,
Inclusive a nossa própria, e cruel, condenação...

Nenhum comentário:

Postar um comentário