Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Quando menino


Quando eu era menino,
Certo dia,
Um astronauta veio à minha casa.
Dizia ter tropeçado numa pedra da lua,
Numa determinada e solitária pedra lunar,
O tombo o fez cair aqui,
Bem aqui, onde minha mãe preparava.
Aquele almoço que não cheguei a comer...
Olhando aqueles olhos,
Por dentro daquele capacete,
Com aquela mochila de oxigênio,
E o magnífico uniforme branco,
Cheguei-me a esbugalhar todinho...
Era como começasse a brotar
Lá dentro do meu coração
Um desejo, uma premonição,
Uma coisa fantástica que ainda haveria de vir...

Um astronauta caiu em minha casa...
Justamente em minha casa
Não sei o quanto absurda é a ideia,
Ou esquisita é a vida.
Mas foi assim,
Exatamente assim,
Que virei poeta
E hoje só faço poesia...

Nenhum comentário:

Postar um comentário