Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Diário de Notas


Manhã de terça feira.
Eu sabia exatamente como começar esse poema,
Mas, ao olhar,
De súbito, através da janela de meu quarto,
A casa da vizinha,
Sem nenhuma vizinha, nenhuma casa,
Com algumas coisas sujas,
Nas paredes e fachadas,
Esqueci exatamente aquilo que deveria falar...
Agora, fico apenas com esse prenúncio
De deveras algo muito importante a passar,
Sei que era original,
Tinha certo espírito transgressor,
Pós-moderno e meio ultra-realista,
Mas sou um péssimo poeta
Vivo apenas de intenções de poesia
E hoje, manhã de terça feira,
Sobrevivo justificando o nada...

Nenhum comentário:

Postar um comentário