Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Ligação espiritual

Sim, eu nasci,
Não há duvidas quanto a isso.
Nasci com a certeza de uma certidão de nascimento,
Registrada no ano em que descobriram os destroços do Titanic.
E junto de mim,
Bem longe do fundo do mar,
Uma pequena árvore meio de Amazonas,
Também nasceu...
Ninguém sabe disso, nem ela,
Só foi dar-se conta da sua existência
Vinte e quatro anos depois...
Justamente,
quando esse poema começou a ser escrito.
Na verdade,
Esse poema só poderia ser escrito
Se eu e ela tivéssemos nascido no mesmo ano,
no mesmo dia e na mesma hora.
Por isso,
Talvez, poderíamos ser considerados gêmeos de alma,
melhor,
siameses de alma.
Porque essa árvore não se separa de meu espírito
e meu espírito não se separa dessa árvore.
A poesia, nosso cordão umbilical,
É na verdade
Apenas a transação de um para o outro,
O que essa árvore absorve, compartilha comigo.
O que eu absorvo, compartilho com ela.
Essa nossa estranha ligação,
desde o berço, até esse momento,
é a única prova definitiva do Destino.
Afinal,
como uma coisa como eu,
uma coisa como ela,
poderíamos existir no mesmo espaço de papel?

Nenhum comentário:

Postar um comentário