Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Oco

Eu não quero nenhum charme da existência,
Diluída, desmanchada, ou simplesmente desmembrada...
Não,
Ainda prefiro os vermes ingratos que corroem a visceral carne
Manifestada nesse poema.
E a todos os outros restos,
Que hão de existir mediante ao banquete nefasto,
O charme é apenas a prova definitiva de que o morto continua intacto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário