Digite aqui qualquer palavra que faça surgir alguma poesia

Remorso

Ultimamente,
Eu  venho respirando veneno.
Não aquele tipo de ar poluído
 que paulistas estão habituados,
tão pouco,
a  maresia inflamada que
os cariocas tanto idolatram,
não...
Eu venho respirando o veneno!
A essência da palavra
uma loucura química
a base de verbos e sínteses....
venho respirando já faz tempo,
na verdade,
mas ultimamente,
venho perdendo os pulmões,
os pulmões e aquelas coisas importantes...
Sinto que daqui a pouco
não haverá mais nariz para respirar
e vou ter que viver,
no melhor estilo errante,
como esses poetas modernos
a base de máquina,
respirando por tubos de palavras
e lembrando do amargo dia
em que paramos de respirar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário